A sua participação na transição planetária


Por: Sabrina Oliveira 

A Terra vive hoje tempos de crise moral, violência, crimes e desvarios de todas as ordens. Vemos por toda partes notícias que nos levam ao desânimo e à descrença. Em que ponto a humanidade chegará se continuar trilhando este caminho?

Indo contra todas as expectativas da nossa curta visão, o que anuncia a Espiritualidade Maior é que chegaremos a dias melhores. Por pior que pareça o cenário atual, devemos carregar em nós a esperança em tempos renovadores. Os Mensageiros do Bem nos enviam, de tempos em tempos, notícias que devem animar nossos corações e renovar nossas forças para as lutas do porvir.

Manoel Philomeno de Miranda, por meio da mediunidade de Divaldo Franco, nos trouxe, em 2010, valiosas notícias acerca da Transição Planetária, em livro de mesmo nome, elucidando que esses tempos hediondos antecipam o amanhecer da Nova Era.

Na nova Terra, haverá espaço para a fraternidade e a paz entre povos e nações; veremos nossa ciência e tecnologia avançando ainda mais, trazendo a cura para enfermidades e outras descobertas valiosas; os corpos físicos, aliás, serão mais bem desenvolvidos e adoecerão menos até porque a humanidade de um futuro próximo terá menos débitos a resgatar. Fisicamente falando, nosso planeta sofrerá menos cataclismos, até porque as placas tectônicas estarão finalmente situadas onde devem estar. Nosso clima será diferente com uma temperatura regular, não havendo mais calor ou frio extremos.

Para alcançarmos essa Terra mais feliz, desde 1970 estamos recebendo, ainda que timidamente, a ajuda de irmãos de outras esferas, mais especificamente do planeta Alcíone. Mais evoluídos, eles vêm à Terra em missão de amor, a pedido daquele que nos governa e nunca descansa: o Cristo. Desde os anos 2010, contudo, iniciaram-se os reencarnes em massa dos irmãos de Alcíone por todo o globo. Virão exemplificar a paz e o amor, modificando nossos costumes morais e sociais.

Essa não é a primeira vez que a Terra recebe um “empurrãozinho” de nossos irmãos de outros orbes. No início da nossa civilização, o Cristo convidou os irmãos de Capela para contribuírem com o desenvolvimento intelectual de nosso planeta. Naquela ocasião, porém, os capelinos desembarcaram na Terra, pois estavam atrapalhando o progresso de seu mundo de origem, diferente dos missionários de Alcíone, que vêm para cá exemplificando o amor fraternal que deve reinar entre todos os filhos do Criador.

O mesmo processo que Capela sofreu se desenrola hoje na nossa Terra. A transição planetária selecionará aqueles que estejam impedindo o progresso convidando-os a contribuir com o desenvolvimento intelectual, moral e tecnológico de mundos mais inferiores, exatamente como aqui ocorreu. Só para registrar, meu exemplo favorito: os irmãos de Capela habitaram o Egito nos áureos tempos daquela civilização. O conhecimento que possuíam naquela época era tão avançado e continua sendo até hoje, se considerarmos que a construção das pirâmides egípcias ainda é um mistério para nossos cientistas.

Seja como for, os irmãos de hoje revoltados e insistentes nas práticas do mal não terão permissão para reencarnarem na Terra. Por outro lado, aqueles com tendência ao bem e ao amor poderão continuar aqui, convivendo e aprendendo com os irmãos de Alcíone, edificando um mundo de fraternidade e paz, construindo, enfim, a Terra regenerada.

Todo esse conhecimento que nos chega, através das obras e das mensagens que emanam dos Céus, deve servir como incentivo para renovarmos nossas atitudes, pensamentos e sentimentos. Onde queremos estar? Num mundo mais feliz, vivenciando o amor e a paz em comunidade? Num mundo menos avançado, sentindo saudades do nosso Planeta Azul? O livre arbítrio é nosso e toda escolha será respeitada (como sempre foi). Os Céus procuram sempre nos fornecer informações relevantes para que possamos exercer nossa liberdade de escolha da maneira mais sábia e menos dolorida possível.

Esse é o momento de “ter olhos de ver e ouvidos de ouvir” e despertamos para as coisas espirituais, buscando extrair nosso melhor, renovando atitudes e pensamentos. A transição planetária já começou. Que comece também a nossa participação ativa nela.

Nota: muitas informações são divulgadas acerca da Transição Planetária, especialmente nos tempos atuais com advento da internet. Como sempre nos recomendou o Codificador: que saibamos avaliar a veracidade de cada informação. 

*Obs: Os dados que compõe este texto foram extraídos de duas obras de Divaldo Franco – Transição Planetária e Amanhecer de uma Nova Era.



==================
Associe-se ao Clube do Livro Letra Espírita e receba no conforto do seu lar maravilhosos livros que iluminam: www.letraespirita.com.br

6 comentários:

Anônimo disse...

Mensagem maravilhosa, elucidativa e de grande importância para a humanidade.

Anônimo disse...

Obrigada por essa mensagem. É como um bálsamo nesses dias difíceis.

Cavalcante bombeiro disse...

Esse texto assim como suas referências são de extrema importância para o estudioso sério do Espiritismo e que reforça nosso papel e responsabilidade na construção do próximo mundo, o Mundo de Regeneração, esse é um belo convite a divulgação da Paz para que possamos ser também hospedes nessa Morada que o Pai nos reserva.

Isnaldo Victor disse...

Agradecemos a mensagem

Anônimo disse...

Louvado Seja Deus que nunca desiste de nós façamos que sua bondade para conosco Seja valorizada e abençoada.

Olimpio Cesario do Prado disse...

Excelente mensagem!