Por que ocorrem tragédias coletivas?



De vez em quando ocorrem grandes tragédias coletivas e é nessas horas que perguntamos: por que acontece esse tipo de coisa? Qual a finalidade desses acidentes que causam a morte conjunta de várias pessoas? Como a Justiça Divina pode ser percebida nessas situações? Por que algumas pessoas escapam?

Claro que sabemos que Deus não nos julga e nem nos castiga.

Fatalidade, destino, azar são palavras que não combinam com a Doutrina Espírita, da mesma forma que a sorte daqueles que escapam desse tipo de situação, sempre há os relatos daqueles que desejavam estar no local da tragédia e não conseguiram; daqueles que estavam no cenário e não sofreram nada além do susto; e tantos outros.

Então, para a Doutrina Espírita, como se explicam casos como esse? A resposta está no resgate coletivo, conceito que envolve a correção de rumo de um grupo de Espíritos que em alguma outra encarnação cometeu atos semelhantes – e muitas vezes em conjunto – de descumprimento da lei divina e que, portanto, para individualmente terem a consciência tranquilizada  precisam sanar o débito. Toda a problemática, nesse caso, está no trabalho dos mentores na reunião desses Espíritos de modo a que juntos possam se reajustar frente à Lei Divina.

Pergunta-se às vezes o que se deve pensar das mortes prematuras, das mortes acidentais, das catástrofes que, de um golpe, destroem numerosas existências humanas. Como conciliar esses fatos com a ideia de plano, de providência, de harmonia universal?

Quem nos explica sobre esta questão é Leon Denis, o sucessor de Allan Kardec, em seu livro: O problema do Ser do Destino e da Dor, primeira parte, item X - a Morte:

“As existências interrompidas prematuramente por causa de acidentes chegaram ao seu termo previsto. São em geral, complementares de existências anteriores, truncadas por causa de abusos ou excessos. Quando, em consequências de hábitos desregrados, se gastaram os recursos vitais antes da hora marcada pela natureza. Tem-se de voltar a perfazer, numa existência mais curta, o lapso de tempo que a existência precedente devia ter normalmente preenchido. Sucede que os seres humanos, que devem dar essa reparação, se reúnem num ponto pela força do destino, para sofrerem, numa morte trágica, as consequências de atos que têm relação com o passado anterior ao nascimento. Daí, as mortes coletivas, as catástrofes que lançam no mundo um aviso. Aqueles que assim partem, acabaram o tempo que tinham de viver e vão preparar-se para existências melhores.”
  
O Espiritismo explica com muita coerência, que cada um recebe segundo as suas obras, porque todos nós estamos submetidos à Lei de Ação e Reação ou de causa e efeito e à Lei de Evolução ou de Progresso.

Segundo a primeira, nós seres humanos, com nossos pensamentos, sentimentos e ações, criamos causas que terão um efeito posterior. O caráter positivo ou negativo das causas vão gerar o gênero desses efeitos. É uma Lei que não castiga, mas que reajusta as ações cometidas pelo uso do nosso livre arbítrio. Age devolvendo o caminhante desviado e perdido ao caminho correto do bem e do progresso, através das encarnações sucessivas.

A Lei de Evolução ou do Progresso rege a transformação contínua de tudo o que possui vida, desde os estados rudimentares e inferiores, até formas mais perfeitas e complexas. Por intermédio dessa Lei, o ser humano passou a ser o homem “civilizado” de hoje, abandonando suas etapas selvagens e primitivas. Graças à Lei de Evolução e às provas sucessivas, às quais ela nos submete em nossas existências múltiplas, nós seres humanos vamos corrigindo nossas imperfeições, transformando nossos defeitos e debilidades em virtudes ou qualidades, que nos empurram à conquista da vida espiritual. A aplicação do nosso livre arbítrio fará com que essa Lei nos faça caminhar pelas trilhas do bem, do amor e da felicidade, ou ao contrário, pelo caminho da dor.

Gerson Simões Monteiro, presidente da “Fundação Espírita Cristã C. Paulo de Tarso”, em um artigo sobre as mortes coletivas, escreve que as vítimas de um terremoto poderiam ser antigos guerreiros que, numa encarnação anterior, destruíram cidades, lares, mataram mulheres e crianças sob os escombros de suas casas e vitimaram a milhares de pessoas. Numa nova encarnação, são “atraídos por uma força magnética pelos crimes praticados coletivamente, reúnem em determinadas circunstâncias, e sofrem “na pele” por meio de um terremoto ou outra catástrofe semelhante, o mesmo mal que fizeram às suas vítimas indefesas de ontem.” São faltas individuais que influem no coletivo.

Acrescentamos que os sobreviventes também são chamados a uma transformação moral, a uma mudança em suas vidas, mas há pessoas que se aproveitam da situação de caos, em uma região que sofreu citado terremoto, para saquear, roubar, violentar e que se beneficiam com egoísmo das doações recebidas. Para essas, a lição não é suficiente e se comprometem mais seriamente ante a coletividade.

Temos também outro exemplo real, explicado nas páginas da literatura espírita. No dia 17 de dezembro de 1961, um circo pegou fogo na cidade de Niterói (Rio de Janeiro) e cerca de 500 pessoas faleceram.

No livro “Cartas e Crônicas”, psicografado por Francisco Cândido Xavier, o Espírito Humberto de Campos relata a causa do acidente explicando que no ano 177 da Era Cristã, Marco Aurélio reinava no império romano. Mulheres, homens, crianças, anciões e enfermos cristãos eram detidos, torturados e exterminados. “Mais de 20 mil pessoas já haviam sido mortas”.

Chegou a notícia da visita do famoso guerreiro Lúcio Galo naquelas terras e os donos do poder queriam homenageá-lo de maneira grandiosa e original. Decidiram queimar milhares de cristãos num espetáculo “à altura” do visitante.

“Durante a noite inteira, mais de mil pessoas, ávidas de crueldade, vasculharam residências humildes e, no dia subsequente, ao Sol vivo da tarde, largas filas de mulheres e criancinhas, em gritos e lágrimas, no fim de soberbo espetáculo, encontraram a morte, queimadas nas chamas alteadas ao sopro do vento, ou despedaçadas pelos cavalos em correria.”

“Quase dezoito séculos passaram sobre o tenebroso acontecimento... Entretanto, a justiça da Lei, através da reencarnação, reaproximou todos os responsáveis, que, em diversas posições de idade física, se reuniram de novo para dolorosa expiação, a 17 de dezembro de 1961, na cidade brasileira de Niterói, em comovedora tragédia num circo.”

O notável Mediunato de Chico Xavier também nos esclarece outro fato real ocorrido em São Paulo, no dia 1º de fevereiro de 1974, data em que o Edifício Joelma se incendiou e deixou 188 mortos.

O Espírito Cyro Costa e Cornélio Pires se manifestam por psicografia e deixaram dois sonetos que revelavam a causa das mortes em massa no incêndio. As vítimas resgatavam os “derradeiros resquícios de culpa que ainda traziam na própria alma, remanescentes de compromissos adquiridos em guerra das Cruzadas”.

Com relação a mortes coletivas em aviões, o Espírito André Luiz, no capítulo 18 do Livro Ação e Reação, psicografado por Chico Xavier, esclarece que piratas que afundaram e saquearam criminosamente embarcações indefesas no dorso do mar, ceifando inúmeras vidas, agora encarnados em outros corpos, morrem, muitas vezes, coletivamente nos acidentes aviatórios.

Ainda na mensagem “Desencarnações Coletivas”, o benfeitor espiritual Emmanuel esclarece outros motivos para as mortes que se verificam coletivamente. Diz ele: “Invasores ilaqueados pela própria ambição, que esmagávamos coletividades na volúpia do saque, tornamos à Terra com encargos diferentes, mas em regime de encontro marcado para a desencarnação conjunta em acidentes públicos.

Exploradores da comunidade, quando lhe exauríamos as forças em proveito pessoal, pedimos a volta ao corpo denso para facearmos unidos o ápice de epidemias arrasadoras.

Promotores de guerras manejadas para assalto e crueldade pela megalomania do ouro e do poder, em nos fortalecendo para a regeneração, pleiteamos o Plano Físico a fim de sofrermos a morte de partilha, aparentemente imerecida, em acontecimentos de sangue e lágrimas.

Corsários que ateávamos fogo a embarcações e cidades na conquista de presas fáceis, em nos observando no Além com os problemas da culpa, solicitamos o retorno à Terra para a desencarnação coletiva em dolorosos incêndios, inexplicáveis sem a reencarnação”.

Diz Allan Kardec, nos comentários da questão 738 de O Livro dos Espíritos, que “venha por um flagelo à morte, ou por uma causa comum, ninguém deixa por isso de morrer, desde que haja soado a hora da partida. A única diferença, em caso de lagelo, é que maior número parte ao mesmo tempo”.

E finalmente, segundo esclareceram os Espíritos Superiores a Allan Kardec, na resposta à questão 740 de O Livro dos Espíritos, “os flagelos são provas que dão ao homem ocasião de exercitar a sua inteligência, de demonstrar sua paciência e resignação ante a vontade de Deus e que lhe oferecem ensejo de manifestar seus sentimentos de abnegação, de desinteresse e de amor ao próximo, se o não domina o egoísmo”.

Clique Aqui e associe-se ao Clube do Livro Letra Espírita e receba no conforto do seu lar maravilhosos livros que iluminam: www.letraespirita.com.br

98 comentários:

Anônimo disse...

O QUE SEMEAMOS UM DIA COLHEREMOS

Unknown disse...

Muita luz sabedoria e resignação à todos!!!

lourdes paixáoneves disse...

Somos evolução!

Anônimo disse...

Sábias palavras..

Anônimo disse...

Por que existem pessoas mais inteligentes que as outras? Isso te aver com alguma questão de vidas passadas?

andreia cordeiro disse...

Muito esclarecedor

Anônimo disse...

O nosso destino só a deus pertence!! Meus sentimentos as famílias!! Triste demais!!!

Anônimo disse...

Acredito na idéia de que exista inteligências diferentes...

Anônimo disse...

Paz
luz
sabedoria
misericórdia

Claudia Cunha disse...

Não acredito na morte coletivo como sendo um "acerto de contas" por erros de vidas passadas.

Sérgio Peres disse...

Obrigado mestre pelos ensinamentos, bendito seja os designos do pai.

Nanci Hakim disse...

Eu creio que estes corruptos que estão no poder tambem terão o retorno do que estão praticando com este povo sofrido...nada fica impune...

Anônimo disse...

Por que você pensa que resignação pode ser uma coisa boa para todos?

Anônimo disse...

Isso ocorre pq as únicas coisas que levamos de uma vida para outra é a moral e o intelectual... por isso devemos ser corretos e cultos, ou seja, devemos estudar bastante, devemos ler muito, quanto mais aprendermos mais inteligentes seremos em outras encarnaçoes.

Anônimo disse...

Li no Livro Dos Espíritos, que isso é uma característica de cada espírito e é desenvolvido em cada reencarnação. TDs são iguais, com livre arbítrio, porém, cada espírito se ajusta a sua maneira e de acordo com sua evolução

Anônimo disse...

Colhemos o que plantamos!! Justiça Divina é perfeita!!!

Anônimo disse...

O espírito que cometeu barbaridades no passado, hoje reencarnado sendo uma pessoa boa, praticando o bem recebe esses tipos de punições. Não faz sentido

Anônimo disse...

Perdi minha mãe muito cedo , nem a conheci , me lembro de alguns fatos e até hoje questiono Porque Deus permitiu? E pior permitiu meu progenitor me usar da pior maneira possível até que eu cresci um pouco e fugi !

Hermes Braganhol disse...

Nem sei o que dizer talvez seje uma explicação para esse acontecimento.

Anônimo disse...

O nosso destino pertence a deus mas nessa hora a dor é imensa ninguém quer perder ninguém

Anônimo disse...

Estamos todos num processo evolutivo cada um em seu tempo alguns estão mais adiantados que outros muitos estão em estágio avançado mas precisam vir para ensinar e acrescentar em seu ensinamento ao seu próprio quando pudermos entender e tiver o ensinamento suficiente não vai ser mais necessário voltar a tudo isso aplicamos o livre árbitrio.

lene disse...

Que pena

Lilian Gama disse...

É assustador, fico pensando será que todos somos reencarnação? Se em vidas passadas fiz alguma coisa que possa sofrer, ou ver alguém que amo sofrer. É difícil pensar que o espírito precisa reencarnar em uma pessoa que nesta vida está seguindo o caminho do bem... Sei lá, muitas perguntas sem repostas....

Anônimo disse...

O espírito, ao desencarnar, leva para a vida espiritual todas as conquistas morais e intelectuais. Ao reencarnar, traz consigo essas conquistas para uma nova etapa. A Lei é de progresso: aquilo que se amealhou não se perde.O que se perde é simplesmente os bens materiais. Muita paz.

Anônimo disse...

A lei da semeadura

Anônimo disse...

Se fosse assim, acho que já teria dado tempo de todoz se redimirem, mas o mundo tá cada vez pior. Então a " escola" não é boa?

Malu disse...

Que seja feita a vontade de Deus.Que todos encontrem consolo e amparo dos queridos amigos espirituais

Andreia conceição disse...

Gostei muito do texto, tirou minhas dúvidas.

Roberta Salatino disse...

Na verdade a nossa inteligência é o fruto das experiências anteriores que tivemos. Você só é mais "inteligente" ou, tem um Q.I. maior pq ou já é uma alma antiga, ou mesmo tendo o mesmo tempo de outra alma, aproveitou o seu tempo para ampliar seus conhecimentos científicos, o que não quer dizer que pessoas inteligentes tenham moral elevada, às vezes é bem o contrário, mas todos estamos em busca da perfeição relativa.

Anônimo disse...

Se caso fomos pessoas ruins, e nessa vida viemos nos redimir. Por que morreriamos assim. Deus é perdão, é amor.

Anônimo disse...

Por que as almas pagam por seus erros passados, muitas vezes em reencarnaçoes que são pessoas boas? Não compreendo do assunto e todos os textos que li sobre, fico com essa questão na cabeça.

Anônimo disse...

Nas escrituras sagradas ja dizia : O homem colherá aquilo que semear. Isso ja acontece na terra. Por isso sou grata a Deus por ter aprendido com todos os meus erros e obstáculos graças ao mesmo tive vários aprendizados que nenhuma faculdade poderia ter me dado.

Anônimo disse...

Acredito que ser bom agora não apaga nossa existência anterior

Leonardo emanoel disse...

O problema é que muitos encaram a Morte como algo "ruim" ou "assombroso" ou "inaceitável " ... a morte ou a transformação da matéria faz parte de todo o processo de estadia e partida do plano físico , esse momento que vivemos aqui faz parte de um plano evolutivo , não é permanente , as pessoas têm que cair na real e tentarem ser melhores , aqui e um lugar onde a nossa evolução , vai ser posta à prova , aqui e um lugar onde nossos débitos vão ser sanados , não se trata de ser bom ou mau , mas sim de que sendo bons passaremos para um estágio mais evoluído , mais próximo da luz divina , e sendo mau, vamos regredir sofrer enquanto espíritos e causar dor ao próximo . Temos provas disso diariamente , todos os podemos ver pessoas evoluídas e pessoas ainda em processo de evolução , e pessoas ainda beirando a selvageria espiritual (involuidas), e isso independe de cor , sexo e classe social

Anônimo disse...

Independente de como ele se comporta nessa vida ele deve pagar pelo que fez no passado!fato e justo

Anônimo disse...

Eu tbm acredito pq tenho uma familiar q nesta encarnação do fez o bem mas só sofre desde q lembro da sua existência n entendo pq uma pessoa q faz tanto bm só encontra sofrimento tristes e abandno agora q não pode mais ajudar ninguém vive no abandono em uma casa de repouso

Unknown disse...

Por que diante de determinados acontecimentos e ou tragédias, bem como crimes q eventualmente praticamos, nossa condição de felicidade, liberdade e predisposição a corrigir, nos corrigir, passa necessariamente por nos resignarmos. Aceitar sem revolta dos sofrimentos da existência. A dor pode ser inevitável, mas o sofrimento pode ser reduzido. Permite se possa ter a bênção do esquecimento. Caso contrário é prolongamento da dor, revolta, da tristeza, infelicidade, niilismo, umbral...

Patricia Witter disse...

resignação a Deus!

Unknown disse...

Ação e reação... é a lei universal...um dia a fatura chega..simples...

Angélica Oliveira disse...

Mais e mais questãoes surgem. Nada muito esclarecedor. Sei que há muitos mistérios sobre a existência da vida e sobre a morte...

Anônimo disse...

A lei do plantio e da colheita é certa, no entanto, o próprio Cristo nos ensina que as adversidades e sofrimentos fazem parte da vida de todos bons e maus, para isso não existe uma resposta lógica para tudo que acontece. O homem sempre vai querer explicar o inexplicável. A religião espírita é a religião mais confortante de todas pois sempre acha uma resposta para tudo. A vida não é feita de respostas e suposições. Ame e deixe ser amado não importa como, mesmo que isso dure pouco ou muito tempo...

ruthpiva2009 @hotmail.com disse...

O nosso tempo,para Deus, é microscópico. O que para nós é um século, é um piscar de olhos para Ele. Temos MUITO tempo ainda, para aprender. Evoluir, crescer. Paz, Luz.

Marco Parada disse...

O destino é uma consequência que atrevessa o tempo,o hoje ou o amanhã nunca deixará de ser um paralelo e nosso livre arbítrio o juiz de nossas ações.

ruthpiva2009 @hotmail.com disse...

Justamente porque, na espiritualidade, decidimos assim. Firmamos um contrato, juntamente com espíritos superiores. Reencarnam os sabendo disso. Claro que devido à lei do esquecimento, não nos lembramos. O que faz parte.

ruthpiva2009 @hotmail.com disse...

Não apaga. Mas redime.

ruthpiva2009 @hotmail.com disse...

Ele decidiu assim.

Anônimo disse...

Pode parecer tudo muito injusto. Mas nada passa desapercebido aos olhos de Deus. Seu progenitor também acertará as contas. Ação e reação. Não tem nada a ver com castigo.

Brisa Domiciano disse...

Claro que faz sentindo... apesar de fazer coisas boas, se o mal que foi feito foi muito grave, a pessoa colherá isso de qualquer maneira,uma hora irá ter que responder por isso. Porém se há um fato, que pode esclarecer seu pensamento. Certa vez uma mulher se reencarnou, uma mulher que ao crescer se tornou uma pessoa muito boa para com todos,quando estava com seus 55 anos,faleceu queimada e todos estavam se perguntando o porque dessa morte tão trágica, após um tempo,em uma reunião mediunica ela diz que está foi a melhor forma para sua desencarnacão, pois ela na sua encarnação iria nascer com uma doença grave chamada fogo selvagem, na qual sentiria seu corpo queimando como se estivesse em chamas. Porém como ela foi uma ótima pessoa, a espiritualidade deu-lhe isto, de qualquer forma ela teve que sentir, mesmo sendo pouco a sensação, pois em sua vida anterior, teria matado uma familia ateando fogo. Enfim, cada caso é um caso! Procure sempre estar pesquisando, lendo livros espíritas e indo ao centro,que sua mente irá se abrir mais para entender o porque de cada coisa,a um ponto de não se questionar mais sobre. Beijos, fique com Deus!😘

Sofia disse...

Acredito na Ordem da Consciência! Hoje, somos pessoas boas e honestas. Mas na vida passada, não sabemos. Assim, caso tenhamos 'dívidas para pagar', acredito que podem ser pagas de duas maneiras. Pela 'morte coletiva' quando for o caso, ou através de doenças ou outro. Ou através da conscientização do PERDÃO. Se reencarnamos, se estamos aqui, é porque temos algo à resgatar,ou evoluir. Aí entra a "Observação da Própria Consciência" e à cada um, andar com bondade, amor, fraternidade e respeito à vida, ou não. Por mais que sejamos "bons", se não praticarmos o Perdão e a Gratidão Divina, seguiremos à mercê da Justiça Superior.

Anônimo disse...

Talvez sejam repetentes...

Anônimo disse...

Ser uma boa pessoa e morrer de forma "tragica" nao tem nada de estranho. Sofrimento com resignação diminui seu debito! De nada vai adiantar se revoltar...pois precisara sofrer novamente ate q aprenda a lição dada. E isso nao é punição...é nossa propria escolha de como pagar por nosso débito. Tem que prefira pagar parcelado...e quem prefira pagar a vista...

Anônimo disse...

que seguimos ou nao o caminho do bem ou do mal....procure ler mais sobre a doutrina. O livro dos espiritos é uma boa pedida!

Anônimo disse...

Deus sim...mas nós mesmos nos culpamos e imploramos pela remissão do mal q fizemos para cessar a dor da consciência!

Anônimo disse...

Por isso o termo usado é remissão....

Unknown disse...

Doutrina esclarecedora e consoladora.

Anônimo disse...

Se redimir com quem fez o mal....pedido de perdão verdadeiro!

dinora d silva disse...

Concordo...

dinora d silva disse...

Com certeza...

Anônimo disse...

Então nessa vida a pessoa justa vai pagar sem saber que mal fez noutra vida? Isso é justo? A pessoa tem que pagar quando sabe que deve. Assim não vai se sentir injustiçada. Vai aceitar o seu destino. Assim penso. Mas a ideia de evolução eu acho show.

Anônimo disse...

Pode- se mudar o destino material ou seja a pessoa foi crudelissima, mas hoje sabe que se despertar gratidão das pessoas vai ser ótimo para seu estágio evolutivo,muda um destino trágico?

Vera disse...

É a lei do retorno.

Anônimo disse...

Li que não devemos desejar a aplicação da lei da ação e reação aos que nos prejudicaram, pois isto gera em nós desejo de vingança. Deixemos isto a cargo da espiritualidade. Devemos exalar amo, ao menos 'tentar'.

Unknown disse...

Embora uma expressiva bibliografia em torno do destino e da dor, independente de fatos por nós vivenciados, certificando-nos da misericórdia Divina, sempre nos compadecemos de vítimas de tragédias coletivas e seus familiares.
Amália Domingo Soler é autora de uma preciosidade Reencarnação e Vida, resultado de anos de pesquisa em torno das razões das desgraças que acometem serem humanos e seu núcleo familiar.
Relatos desses espíritos alcançados por dolorosos destinos é um relicário de lições a nos conduzirem a profundas reflexões, despertando-nos para nossa própria conduta no dia a dia. Todos estamos sujeitos às leis divinas. O processo cármico é inexorável.

Igor Anônimo por Causa da Família disse...

Escutem cá, oh, patricios! A doutrina proclama a fé raciocinada, e não observo cá nenhum gajo a refutaire alguns argumentos incompletos do texto, oh, pá! Farei isso depois, não estou com paciência agora!
"Exploradores da comunidade, quando lhe exauríamos as forças em proveito pessoal, pedimos a volta ao corpo denso para facearmos unidos o ápice de epidemias arrasadoras."
Trata-se mais dos políticos corruptos que qualquer outra profissão!
Ai, Jisuis!! Pobre de minha família, dos meus mais chegados!!!
Pequenos favores de coração não cobrem uma multidão de pecados não!!!
E eu, fico a pensar o que ainda terei de sofreire nestas vidas, oh, pá!
Vale de dores, vale de dores!!! Maioria depravada na qual me incluo!!!

Murilo Prado disse...

Em contraposição ao que disse nosso irmão acima, afirmo que se estamos num processo evolutivo a escola é muito boa. Ela é tão boa que a cada dia que passa Deus esta colocando em nossos caminhos lições que podem ser de provas ou expiações para acordarmos para a realidade. O atraso esta naquele que não tem olhos de ver ou ouvidos de escutar.

Anônimo disse...

Alguns já reencarnaram e já estão passando por suas provas neste mundo.

Anônimo disse...

Nos resta humildemente:
Sinto muito...
Me perdoe...
Te amo...
Sou grata!

Anônimo disse...

Muito bom!!! Adorei seus comentários!

Marcia Jaued Lesage disse...

Lilian, o espírito não reencarna em outra pessoa.O espírito é sempre o mesmo,o que muda é o corpo . É como vc mudar de roupa,mudando de roupa vc não se tornará outra pessoa . Nós perdemos a memória temporalmente quando encarnarmos, isso é uma bênção esse esquecimento porque geralmente encarnamos em grupos amigos ou não, podemos receber como filho, um desafeto do passado e seria muito difícil recordar isso.Mas no mundo espiritual recuperamos a memoria de vidas passadas, nada se perde do que se aprende.

Marcia Jaued Lesage disse...

Porque elas escolheram, já estão maduras para responder pelos seus erros, Deus não tem pressa, quando o espírito já é suficientemente evoluido, ele programa a sua encarnação com a ajuda dos seus tutores e decide pagar dividas passadas que causam remorsos e dificultam sua ascensão espiritual.Masquando o espírito é muito rebelde, ele encarna compulsoriamente, isto é sem escolha.

Anônimo disse...

Texto super interessante, os comentários são mais ainda!
👏👏👏👏

Weltz disse...

A escola ou os alunos, tanto faz, so sei que vendo como a populacao mundial soh aumenta, nao param de fabricar almas

Weltz disse...

Antigamente muitas mulheres morriam no parto, nao vejo isso como acerto de contas, apenas que a medicina melhorou muito.

Muitos fatos parecem injustos pois eles sao mesmo sem explicacao, o destino somos nos quem tracamos, nascendo rico, doente, atletico ou feio devemos lutar nossa vida com as armas que nos sao dadas.

O ser humano eh o animal mais adaptavel do planeta, podemos ate transformar o meio em que vivemos, nao ha espaco para vitimismo aki.

Anônimo disse...

Fico mto c certas acoes das pessoas n csg trabalhar este sentimento e sei q isto ira me prejudicar mais a frente como posso evoluir e aprender a lidar com isso alg pode md ajudar indicando alg livro ou aconselhando ?

Anônimo disse...

Na teoria e tudo muito faci k de entender mais na pratica e mto dificil por mais q sejamos bons e tentamos fz tudo correto n a medida do possivel sendo honestos e fz o bem , mais somos passiveus de erros d as vz nos vemos fz algo q nos arrependemos dp seja falando ou agindo e ficamos mto tristes !

Anônimo disse...

gostei muito bom o nosso divino mestre não perde nenhuma ovelha assim seja obrigado.

antonio gobbs disse...

O que dizer? verdadeiramente nada se prova, a não a perda dos entes queridos, ou não, quando acontece morte coletiva, ficamos atônitos,paralisados, com esse pensamento: como será a nossa hora? apenas, nada sabemos além do dia a dia, como será o amanha.
Mistérios que jamais saberemos.

nao indentificado disse...

Causas e efeitos, ação e reação.

Anônimo disse...

Amém!

Irland disse...

No começo do texto diz que Deus não pune(concordo), oras, então pq ele "inventaria" a morte e a relacionaria como fator punitivo? a morte relacionada como punição, sofrimento ou "pagto de dívidas" é coisa de ser humano! morrer um de cada vez ou dois ou cem é relativo.
Falando em desastre de aviões, ontem lembrei do acidente com o grupo Mamonas Assassinas e lembro-me muito bem que mesmo brincando eles disseram que o avião iria cair, e caiu! simples assim é um Calapso de Força da Onda, ou seja suas palavras e sentimentos criaram a realidade. O ser humano ta na hora de entender que tem Poderes, a física já provou que somos energias e nos propagamos em ondas, somos feitos da mesma matéria do pensamento e da emoção, se não nos abrirmos para isso, continuaremos sofrendo, temos que deixar nosso ego de lado para que possamos expandir nossas consciências e ai sim evoluirmos... Não sou o dono da verdade, não acreditem em tudo que falo, não quero seguidores... ;)

Anônimo disse...

Eu creio plenamente na lei que diz...o plantio e livre .E a colheita e obrigatoria.E que devemos lembrar que O NOSSO MESTRE JESUS nos deixou o exemplo Por tudo que ele viveu em sua jornsda aqui na terra . Muitas coisas estao alem do nosso entendimento.

Anônimo disse...

E o câncer? seria alguma dívida de vidas passadas?

Rafael Antônio disse...

Não importa mais se fomos ruins ou bons na vida passada, o importante é fazer o bem agora e/ou amanhã para termos um futuro melhor...

Anônimo disse...

E porque se nos nao voltamos nos nao conseguiria a nossa evolucao com voce explica um pessoa mais evoluida eculta e simples e outra com2ou mais curso e faculdades e nao consegue ter a simplisidade e o amor que tem o outro sera que essa pessoa que tenhe 2faculdade e outro curso tem a capacidade e a evolucao que a outra tao simples e tao sabias tao amorosa sera que nos nao temos que nos obiservar mais para sermos uma passoas melhores e nao jugarmos e so agradecer esta oportunidade de estar aqui para nossa evolucao espiritual boa noite

Anônimo disse...

Perdi meu pai há três anos gostaria de um sinal dele é possível? ??

Anônimo disse...

Vdd

Anônimo disse...

Verdade

lourdes disse...

ESTAS PESSOAS NA VIDA PASSADA PARTICIPARAM DE GUERRA ONDE ONDE JUNTOS MATARAM MUITOS IRMÃO REENCARNARAM PARA PAGAR O QUE FIZERAM TANTO É QUE A SOBREVIVENTES QUE ESTES NÃO PARTICIPARAM DA BARBARE NA VIDA PASSADA

MarFan Web Designer disse...

Hoje minha duvida maior é se podemos ou não saber o que fizemos em vidas passadas já que hoje temos a consciência de que temos que pagar por algum mau feito antes. Derrepente não seria bom saber para poder se redimir ???

Anônimo disse...

Livre arbítrio nada mais é do que semear o "bom caminho"

Anônimo disse...

Oi Brisa, concordo plenamente com vc. Colhemos o que plantamos, por isso existe as leis de causas e efeitos e o livre arbítrio. A única coisa q eu peço a Deus é inteligência e discernimento para q eu possa fazer as minhas escolhas corretas. Abraços Fraterno

Anônimo disse...

Gostaria de saber por que ainda há perseguição e mortes bárbaras contra os cristãos? Nosso passado está se repetindo na Síria com mortes cada vez piores. Por que isso?

Alcione Paes disse...

Se acreditarmos em DEUS e reconhecermos os seus atributos de Justiça e BONDADE INFINITA, entenderemos o SEU AMOR, JAMAIS deixaremos de nos confortar nesses momentos de MUITA DOR!
LEI DE CAUSA E EFEITO! A VIDA CONTINUA EM OUTRAS ESFERAS EM OUTRA DIMENSÃO! ATÉ BREVE AOS QUE DESENCARNARAM E FORÇA E LUZ AOS QUE AQUI FICARAM! SEUS ENTES QUERIDOS HÃO DE ESPERAR UM CORAÇÃO MAIS SERENO E CONFIANTE EM DIAS MELHORES!

Aprendiz disse...

Eu acredito na justica divina.

Se Deus permite determinado acontecimento é porque existe um utilidade nisto, se algo não fosse útil Deus não permitiria que acontecesse.

Mas o mais importante é perguntar: Qual é o nosso papel diante da dor do nosso próximo? Se eu sou espírita e acredito que esses acontecimentos fazem parte da justiça divina ok, tudo bem. Mas se eu sou espírita e não consigo me comover diante de tanto sofrimento é porque existe algo errado dentro de mim, existe algo que está morrendo dentro do meu coração. É preciso se solidário, é preciso chorar por esses nossos irmãos que estão agora enfrentando tanto sofrimento, é preciso sentir a dor que eles estão sentindo, é preciso pensar "e se fosse meu irmão, e se fosse meu pai, minha mãe, e se fosse um amigo querido do meu coração?".

Uma das maiores lições de Jesus foi: Faça ao outro aquilo que você gostaria que o outro fizesse a você. Portanto a necessidade nesse momento é refletir: Se eu estivesse no lugar deles o que eu gostaria de receber?

Alan Kardec nos ensina "Espíritas!, amai-vos, eis o primeiro ensinamento. Instruí-vos, eis o segundo.!

MARILIA disse...

Isso mesmo!!!

patricia.cinat@yahoo.com.br disse...

Não há receita de bolo para Deus. Suas leis são imutáveis e cada um vai reagindo e evoluindo segundo a própria consciência. Para entender qquer fato ou acontecimento não encontramos explicações em um só livro. Imaginem se a partir de um determinado problema fizéssemos um fluxograma com milhares de setas que indicaria outras milhares de soluções que poderiam ser agravadas ou amenizadas segundo antecedentes ou níveis de consciência!!! Isso sem falar na misericórdia Divina. É nível hard!!!
Temos sim que reparar nossos erros mas não dá para fazer uma regra geral de como e onde será feito.
Acredito tbm na misericórdia de Deus que parcela nossos débitos para que possamos ir pagando em prestações, por isso que demora tanto tempo, séculos até, para que consigamos.

patricia.cinat@yahoo.com.br disse...

Desculpem-me, não recordo o autor da frase: "Não somos seres humanos que vivem uma experiência espiritual, somos seres espirituais a viver uma experiência humana".

Anônimo disse...

Discordo, pois, são muitas variáveis encarnatórias presentes em mortes coletivas. Não podemos ser limitados ao crer que chegou a hora de todos ali presentes. Sejamos sensatos, esse tipo de evento é uma fatalidade sim, onde a causa normalmente é por conta de erro humano.