André Luiz aborda o poder das ervas


Por: André Luiz

“Comecei o trabalho procurando esclarecer os espíritos perturbados que se mantinham ligados ao doente. 
Mas tinha muita dificuldade, pois estava muito abatido. 
Lembrei o quanto seria bom ter a colaboração de Narcisa e tentei. 
Concentrei-me em profunda oração a Deus e,nas vibrações da prece, me dirigi a ela pedindo socorro. 
Contei-lhe, em pensamento, o que estava acontecendo comigo, informando minhas intenções de ajudar, e insisti para que não deixasse de me socorrer. Foi então que aconteceu o que eu não esperava. Depois de 20 minutos, mais ou menos, quando eu ainda não havia terminado minha prece, alguém me tocou de leve no ombro. Era Narcisa, que me atendia sorrindo: 
- Ouvi seu apelo, meu amigo, e vim ao seu encontro. Fiquei muito feliz. 
A mensageira do bem olhou o quadro, compreendeu a gravidade da situação e disse: 
- Não temos tempo a perder. 
Antes de qualquer coisa, aplicou passes de alívio ao doente, isolando-o das formas escuras, que se afastaram imediatamente. Em seguida, me chamou decidida: 
- Vamos à natureza. 
Acompanhei-a sem vacilar e ela, notando meu espanto, disse: 
- Não é só o homem que emite e recebe fluidos. As forças naturais fazem o mesmo, nos vários reinos em que se subdividem. Para o caso do nosso doente, precisamos das árvores. Elas vão nos ajudar com eficiência. 
Admirado com a nova lição, segui com ela em silêncio. 
Quando chegamos a um local onde havia árvores enormes, Narcisa chamou alguém, com palavras que não pude entender. Logo em seguida, oito entidades espirituais atendiam ao chamado. 
Muito surpreso, vi Narcisa perguntar onde poderia encontrar mangueiras e eucaliptos. De posse da informação dos amigos, que eram totalmente estranhos para mim, a enfermeira explicou: 
- Estes irmãos que nos atenderam são trabalhadores do reino vegetal. 
E, diante da minha surpresa, concluiu: 
- Como você vê, não existe nada inútil na casa de Deus. Em toda parte há quem ensine, se houver quem precise aprender. E onde surge uma dificuldade, surge também a solução. O único infeliz na obra divina é o espírito irresponsável que se condenou às trevas da maldade. 
Em alguns minutos, Narcisa preparou certa substância com as emanações do eucalipto e da mangueira e, durante toda a noite, aplicamos aquele remédio ao doente, pela respiração comum e pelos poros. 
Ele melhorou muito. Pela manhã, logo cedo, o médico afirmou muito surpreso: 

- Ele teve uma reação incrível esta noite! Um verdadeiro milagre da natureza.”

15 comentários:

Priscilla disse...

Boa Noite amigos, eu poderia saber de qual livro foi retirado este trecho q acabamos de ler? Fiquei muito interessada é gostaria de saber mais sobre o assunto.
Obrigada

Linda Valente disse...

Acho que é do livro Nosso Lar.

Anônimo disse...

Com certeza, foi da obra Nosso Lar, quando André ajuda o companheiro de sua ex-esposa.

anna christina Marques disse...

Acredito ser da Obra, Obreiro da vida eterna! A sequencia de livro do André Luis

FLAVIO JAROSLAVSKY disse...

livro Nosso Lar - Francisco Cândido Xavier pelo Espírito André Luiz - Cap. 50 Cidadão de "Nosso Lar".

Unknown disse...

Pena que o precoceito impede o espírita "kardecista" de estudar e mesmo utilizar as plantas no equilíbrio e na cura energética. Morrem de medo de interagir e aprender com a umbanda e outras religiões. Perdemos a muito tempo o caráter universalista de Kardec.

Débora disse...

Verdade.

Rosalva Caldas disse...

Texto maravilhoso.

Vanda Galhardo disse...

Eu uso muito as ervas, gosto muito.

Anônimo disse...

Maravilhoso, eu creio no poder das plantas, que Deus age através delas é de tds que possuem o verdadeiro amor!

Anônimo disse...

Nosso lar. sempre que estou em meia a natureza. Ervas lembro deste trecho do livro.

Anônimo disse...

Esta é a questão..Nao existe espirita Kardecistas, acho que deveriamos dizer Cristãos Espitualistas e abranger mais sobre os mundos espirituais.

Bernadete disse...

Foi o que pensei tambem....muito lindo

Anônimo disse...

A NATUREZA É A FARMÁCIA DE DEUS! Mas há muito medo no uso das plantas... A Anvisa tudo reprova...visto que só tem valor pra medicina e laboratórios quando eles aprovam... Vejo muito cunho comercial, lucro.... Enquanto isso a humanidade, a população, sofre as consequências do péssimo atendimento da saúde pública..... E.....

marlene disse...

Eu tenho fe em qualque cha e acho e chamo os remedios de Deus e agradeço
Muito.