Como devem se comportar os pais de um jovem que se descubra homossexual?

Por: Andrei Moreira


Aos pais de uma pessoa homossexual cabe o acolhimento integral e amoroso do indivíduo, com aceitação de sua condição, que nada mais é que uma das características da personalidade. Ser homossexual não é sinônimo de ser promíscuo, inferior, afeminado (para homens) ou masculinizado (para mulheres). Simplesmente atesta que o indivíduo se realiza sexual e afetivamente no encontro entre iguais. A pessoa homossexual deve receber a mesma instrução e educação a respeito da sexualidade que os heterossexuais, a fim de bem direcionar as suas energias e esforços no sentido da construção do afeto com quem eleja como parceiro (a). A postura na vivência da sexualidade, para homossexuais, deve ser a mesma aconselhada pelos espíritos a heterossexuais: dignidade, respeito a si mesmo e ao outro,  valorização da família, da parceria afetiva profunda no casamento e dedicação da energia sexual criativa em benefício da comunidade em que está  inserido.

O acolhimento amoroso da família é fundamental para que o indivíduo homossexual possa se aceitar, se compreender, entendendo o papel dessa condição em sua vida atual, e para que se sinta digno e responsável perante suas escolhas. A luta, para aqueles que vivem essa condição, é grande, a fim de afirmar a sua autoestima em uma sociedade que banaliza a condição sexual e vulgariza a diferença. A família é o núcleo onde se encontram corações compromissados em projetos reencarnatórios comuns, com vínculos pessoais de cada um com o passado daqueles que com eles convivem, devendo ser cada membro dessa célula da sociedade, um esteio para que o melhor do outro venha à tona, por meio da experiência amorosa.

9 comentários:

Jorena Borges disse...

Entao o espiritismo permite a uniao homossexual? Cresci achando q o certo para o homossexual era nao se entregar a seus desejos, e n se relacionar com ngn do msm sexo.

Unknown disse...

Ninguém escolhe quem ama

Celinha disse...

Vocês têm alguma coisa dizer sobre os transgêneros? que NÃO é sinônimo de homossesual.

Vinicius Tavares disse...

A princípio a regra é a mesma, amorosidade e respeito. Transexualidade é a condição do espirito não se perceber como pertencente ao sexo biológico em que se encontra. Não importa o q acarretou essa condição, importante mesmo é que esse indivíduo seja acolhido e percebido como um espírito eterno, e o espírito não tem sexo definido.

haroldo disse...

"É, no entanto, na forma transexual, quando o Espírito supera a aparência e aspira pelos supremos ideais, que surgem as grandes realizações da Humanidade, como também sucede na heterossexualidade destituída de tormentos e anseios lúbricos, que lhe causam grandes distonias." em "Loucura e Obsessão" Divaldo Franco.

Anônimo disse...

Também queria

Charles Berndt disse...

O amigo é aí em cima perguntou se o Espiritismo aceita a união homossexual. Ora, a verdade é que o próprio cristianismo aceita, na medida em que ele é só amor, caridade, respeito, humildade. O que a igreja católica e as demais, entre estas a evangélicas, fizeram e fazem, condenando e marginalizando LGBT passa longe do verdadeiro cristianismo. É hora de finalmente percebermos o que Jesus quis dizer quando falou: ''Ama teu próximo como a ti mesmo''; ''Não faças ao outro o que não gostarias que os outros fizessem contigo''. Felizmente, o espiritismo cristão, pós-Kardec, surge como nova revelação e até os dias de hoje nos mostra o que é o verdadeiro cristianismo, ensinando-nos a amar, a perdoar, a fazer a caridade. A homossexualidade, bem como a bissexualidade e a transexualidade são condições da alma e não são inferiores à heterossexualidade. A Deus importa o amor, o bem que cada um fazemos, é tudo. A leitura profunda das palavras de Jesus, de Kardec e a reflexão sobre o espiritismo cristão nos leva a essa afirmação, e não é coisa recente. Paz e bem!

Anônimo disse...

"O preço de ser diferente" é um livro sobre homossexualidade. É espírita. Vale a pena.

Cris Kaizer disse...

Todo amor te aproxima de Deus e todo preconceito te afasta dele.
O espirito nâo tem sexo, ninguém pede para nascer homosexual, é uma condição dessa encarnaçâo, tanto para quem passa e para a familia.
Vamos amar galera pq é disso que o mundo precisa