Regressão da memória

Por: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Se fomos trazidos à Terra para esquecer o nosso passado, valorizar o presente e preparar em nosso benefício o futuro melhor, por que provocar a regressão da memória do que fomos ou fizemos, simplesmente por questões de curiosidade vazia, ou buscar aqueles que foram nossos companheiros, a fim de regressar aos desequilíbrios que hoje resgatamos?
A nossa própria existência atual nos apresentará as tarefas e provas que, em si, são a recapitulação de nosso passado em nossas diversas vidas, ou mesmo somente de nossa passagem última na Terra, fixada no mundo físico, curso de regeneração em que estamos integrados nas chamadas provações de cada dia. Por que efetuar a regressão da memória, unicamente para chorar a lembrança dos pretéritos episódios infelizes, ou exibirmos grandeza ilusória em situações que, por simples desejo de leviana retomada de acontecimentos, fomos protagonistas. Se já sabemos, especialmente com Allan Kardec, que estamos eliminando gradativamente as nossas imperfeições naturais ou apagando o brilho falso de tantos descaminhos que apenas induzirão a erros, que não mais desejamos repetir? Sejamos sinceros e lancemos um olhar para nossas tendências.
.


4 comentários:

Simone disse...

Nos trechos finais segundo Allan Kardec, diz: Tantos descaminhos que nos induzirão ao erro que não mais desejamos repetir. Episódios infelizes? Dores? Como saber? Só sei que pra entender preciso lembrar, como um ser não tenho esse direito? Carrego dores na alma, gritos que ecoam em mim, palavras desconexas, culpas. Como posso compreender, se onde vou só me empurram estudos, estudos, estudos, passes...todos se calam. Sou bem recebida, com amor, com alegria. Me perdoem mas nesse exato momento escrevo com lágrimas pois desde criança é assim. Pessoas precisam de mim, no trabalho e na vida pessoal, nesse momento, só nesse momento deixo de ser eu, Simone, pra ajudar a rir, a brincar, pra trabalhar...mas tem momentos que o negócio fica muito estreito. Hj em dia não vou a nenhum lugar religioso. Travo na hora de falar cara a cara. Nem sei pq fiz isso agora. Juro.

Luar Artes disse...

Que bom que o texto tocou a Simone a ponto de destravar e escrever essas palavras. Interpreto o texto do Emmanuel como um alerta que a regressão não deve ser feita por curiosidade, ou de regresso aos desequilíbrios com antigos companheiros. Mas acredito na terapia da regressão como tratamento psicológico por profissionais que a utilizam como ferramenta combinada a outras técnicas para resolver traumas que atormentam seus pacientes. Para entender o presente sofrimento, resolvendo o passado e caminhar positivamente para o futuro.

Anônimo disse...

Não acho que o conhecimento do passado solucione as dificuldades do presente...

Fabi disse...

Gostaria de entender porque parece que minha vida é tão solitária. Se soubesse da minha vida passada talvez entenderia porque temos que perder quem tanto amamos,quem nos completa?
Dificil parece que minha vida só tristeza.